Sinistralidade: Qual a importância de controlá-la

Data:

31.7.19

Categoria:

Financeiro

Escrito por:

Olavo Linhares

Uma das modalidades que mais causam aumento no reajuste anual é a sinistralidade do plano de saúde. O reajuste é uma das principais fontes das reclamações recebidas pelo Instituto de Defesa do Consumidor. Essa insatisfação é identificada pela falta de padrões para as correções realizadas pelas operadoras de planos e seguros de saúde. 

Enquanto contratos individuais e familiares têm sua correção anual fiscalizada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), planos empresariais realizam o reajuste por meio de negociações diretas entre operadora e empresa, sem regulação. Uma forma de evitar que isso aconteça, é a transparência na sinistralidade. 

Desenvolvemos o conteúdo a seguir para explicar um pouco mais sobre a sinistralidade e a importância de controlá-la em sua empresa. Continue conosco para conferir!

Afinal, o que é sinistralidade do plano de saúde

Cada vez que um segurado aciona o plano de saúde para realizar uma consulta, exame, procedimento ou tratamento, é necessário abrir uma ocorrência de sinistro. Cada sinistro representa um custo que pode ou não ser excessivo. Em geral, cada empresa determina os valores dos seus planos e serviços. 


Desta forma, se a taxa obtida for maior que a estipulada pela operadora, os custos para manutenção do plano estarão ultrapassando a receita, tornando-se necessário elevar os valores pagos pela empresa.

Consequências da falta de previsibilidade

Sendo a sinistralidade do plano de saúde o resultado imediato de sua utilização por meio de consultas, exames, tratamentos e cirurgias, a realização desenfreada de procedimentos na prática, assim como a falta de controle rigoroso sobre suas realizações, eleva os custos da operadora do plano, consequentemente, comprometendo toda a gestão financeira da organização. Logo, os valores da manutenção do convênio médico acabam tornando-se impactantes para operadora e também para os beneficiários.

Controle da sinistralidade

A diminuição da sinistralidade do plano de saúde nas empresas está diretamente ligada à diminuição de sinistros. Para que isso aconteça, a empresa deve realizar algumas medidas que visem sua redução, todas possíveis de realizar com gestão e planejamento adequado.

Transparência

Ao acionar seu plano de saúde, o colaborador da empresa abre uma ocorrência de sinistro, ato que gera novos dados para auxiliar o mapeamento de sua saúde, melhorando a gestão do plano. A falta de transparência e visibilidade no detalhamento desses dados, costuma apresentar alto custo com convênio, uma falha na gestão da saúde dos colaboradores.

Não ter o conhecimento adequado sobre o atendimento dos segurados impede que se tome ações para evitar os  gastos elevados, diminuindo a qualidade de assistência. O conhecimento dos dados possibilita o desenvolvimento de estratégias que criem indicadores e possibilitem o acompanhamento detalhado por meio da empresa.

Ações preventivas e orientação adequada

Algumas pessoas procuram por atendimento médico somente quando já estão muito doentes, necessitando de tratamentos mais complexos e caros. Por isso, é importante que a empresa se antecipe aos colaboradores com ações preventivas.

O custo gerado por intervenções como esta são menores que os gastos que seriam dispensados para tratamentos avançados.

Além de incentivar e educar os colaboradores em relação à saúde e bem-estar, os familiares também devem participar. É possível dividir grupos e realizar palestras sobre hipertensão, diabetes, doenças crônicas, vacinação, conscientizar gestantes sobre o acompanhamento pré-natal, além de realizar ações de combate à obesidade, tabagismo e outros.

Hábitos saudáveis

O estímulo para a adoção de hábitos saudáveis é outra forma a ser adotada na intenção de diminuir a sinistralidade do plano de saúde. É fundamental que a empresa estimule hábitos de vida saudáveis, incluindo boa alimentação e prática de atividades físicas, como a ginástica laboral. Medidas de conscientização sobre tais hábitos podem ser implementados também por palestras e eventos, como os implantados pela empresa Arizona.


Como acompanhamos, a sinistralidade do plano de saúde pode ser reduzida com gestão inteligente e aplicação de ações na rotina da empresa que geram resultados positivos também para seus colaboradores.

Gostou das informações acima? Então, conheça 5 tópicos sobre o reajuste no plano de saúde empresarial!


Compartilhar:

Olavo Linhares

Mais de 12 anos de experiência no mercado de saúde, seguros e instituições financeiras, com amplo conhecimento do segmento de Capital Humano e Benefícios.

Artigos relacionados

Sinistralidade: Qual a importância de controlá-la

Entenda um pouco mais sobre a sinistralidade e a importância de controlá-la em sua empresa.

Saiba de nossas notícias antes.
Inscreva-se agora!